BLOG


3 lições que Game Marketing pode te ensinar sobre estratégias mobile

Alex

Sócio-Diretor Executivo

Em um país onde existem mais smartphones ativos do que habitantes, é inviável para marcas de qualquer segmento planejar estratégias de marketing sem investir em mobile. E o Game Marketing pode te ajudar com isso.

De acordo com a FGV-SP, o Brasil conta com mais de 230 milhões de celulares ativos. Ou seja, existem mais celulares do que habitantes em nosso país. E não para por aí. 

Segundo o portal e-commerce Brasil, em uma pesquisa de 2019, apontou que 86% dos consumidores efetuaram pelo menos uma compra em lojas online. E os smartphones foram a ferramenta mais utilizada por quase 70% desse total. 

Sabemos que com a pandemia, isolamento social e quarentena, o uso desses dispositivos aumentou e a tendência é que esses números apontem cada vez mais pra cima o que impulsionou a ascensão do Game Marketing.

Jogos eletrônicos, em geral, existem há quase 50 anos, mas foi com o surgimento dos smartphones como nova plataforma de consumo de games que esse mercado de fato explodiu. Só em março de 2020, segundo a App Annie, foram realizados cerca de 12,4 bilhões de downloads de algum tipo de jogo para mobile, o que corresponde a 40% de um total de 31 bilhões de aplicativos baixados neste período. 

E mais: jogos para celular costumam usar o sistema free to play, onde o download do jogo em si é gratuito, mas este possui algum tipo de monetização, seja pela exibição de anúncios ou com um sistemas de compras dentro do app. E os números mostram que o sistema dá certo, estima-se que os gastos do consumidor nos apps de jogos chegarão a 100 bilhões de dólares até o final deste ano. Em 2021, esse número aumentará para mais de 120 bilhões de dólares. 

Um ótimo exemplo é o Among Us. Jogo para celular e desktop que fez muito sucesso durante a pandemia e chegou na marca de 83,8 milhões de downloads, liderando o ranking e sendo o jogo mais baixado do mês de setembro.

game marketing

Entendendo o Mobile Marketing 

Mobile Marketing pode ser definido como as estratégias de marketing com foco na experiência do usuário em dispositivos móveis, seja quando consome conteúdo, navega em redes sociais ou faz uso de apps para as mais diferentes funções.

Estratégias essas que aproveitam das particularidades dos dispositivos mobile, como telas menores, geo localização e tempo de retenção, uma vez que cada vez mais se consome conteúdo via dispositivos móveis. 

O Mobile Marketing pode ser considerado um braço do Marketing Digital e que possui as seguintes vantagens:

✔ A comunicação com o consumidor é muito mais rápida, já que a maioria dos usuários passam quase que o dia todo com seus dispositivos móveis na mão. 

✔ Com o Mobile Marketing, é possível segmentar anúncios de acordo com a localização geográfica do público-alvo. 

✔ O uso de apps é cada vez maior entre os usuários de aparelhos móveis, hoje em dia, é difícil citar algum segmento para o qual não exista um aplicativo. 

✔ A compra por meio de dispositivos mobile vêm aumentando cada vez mais, como já citamos, 7 em cada 10 consumidores optam por comprar pelo smartphone.

Entendendo o Game Marketing

O Game Marketing também é uma estratégia, por sua vez, muito mais nichada e específica, que consiste na divulgação de um produto, marca ou serviço, no universo dos jogos.

Já falamos aqui em nosso blog sobre a era da Transformação Digital que estamos vivendo e, também, a importância de se diferenciar em um mercado tão saturado. 

O Game Marketing chega justamente com essa proposta, de ser uma opção muito mais diversa, mais precisa e menos invasiva. 

Veja alguns exemplos, então, de como o Game Marketing pode ser aplicado.

✔ Através do product placement, ou seja, inserir um ou alguns produtos da marca de forma sutil e natural, dando entender que fazem parte do jogo. Por exemplo, um jogo de corrida com os automóveis de uma marca específica.  

✔ Ou por meio de ações mais precisas e mais segmentadas, como por exemplo inserir o anúncio do produto ou serviço em um jogo que o público-alvo seja o mesmo da sua marca. 

Sendo assim, temos em vista duas estratégias de Marketing que podem agregar valor e trazer resultados para sua empresa.

Vamos entender, então, como o Game Marketing pode nos auxiliar a alcançar o sucesso nas estratégias mobile.

3 Lições que o Game Marketing te ensina e que você pode – e deve – aplicar nas estratégias mobile

Lição #1 – O mercado é competitivo e a inovação é necessária

A prova disso no universo dos games é que até mesmo as empresas que mais faturaram com jogos, depois de um tempo precisarão seguir um novo caminho se quiserem continuar fazendo sucesso. 

A própria empresa de pesquisa de jogos Newzoo, em seu relatório mais recente, adverte sobre a saturação excessiva do mercado e aconselha que as marcas diversifiquem os fluxos de receita e invistam em recursos atraentes pelos quais os jogadores tenham interesse em pagar com dinheiro.

O mercado está obsoleto e o que ontem era novidade, hoje pode já não ser mais. Por isso, é tão importante manter sempre no radar do planejamento de Marketing, tendências e estratégias que sejam inovadoras e cheguem como uma saída eficiente em um cenário tão competitivo. 

Lição #2 – Você precisa se conectar profundamente ao seu público-alvo

Um dos grandes segredos dos games, é a psicologia por trás que faz com que o usuário baixe, comece a jogar e vire um grande fã daquele jogo. Isso tudo, pautado em uma conexão profunda com a forma que o público-alvo age diante das opções.

Uma boa técnica para entender o perfil do usuário é aplicando a metodologia do Big Five. Em resumo, ela descreve as dimensões humanas básicas e propõe que existem 5 grandes fatores inerentes à personalidade do ser humano. São eles:

  • Abertura (que tem vontade de experimentar coisas novas e é curioso);
  • Consciência (que tem autodisciplina, orientação para os deveres e para atingir os objetivos);
  • Extroversão (caracterizada por emoções positivas e pela tendência para procurar estímulos);
  • Amabilidade (tendência a ser confiável e compreensivo); 
  • Neuroticismo (temperamental e sujeito a emoções negativas).

E a partir disso, é possível projetar os jogos baseados nos perfis e criar funis que levem o público-alvo à experiências divertidas para ele e que geram receitas para a empresa.

Por exemplo, um jogador aberto a novas experiências, tem mais facilidade em baixar jogos de fantasia e fora das propostas comuns, além disso, também poderia ser fisgado em um anúncio por seu perfil curioso.

E é por meio do conhecimento extenso sobre o público, que se torna possível um alcance maior e resultados melhores, a partir das metas e objetivos que foram traçados. 

Lição #3 – Reter seus clientes é mais fácil e mais benéfico do que conquistar novos

Um fato é que, custa muito menos para uma empresa reter clientes antigos do que conquistar novos. Estudos mostram que pode custar até 25 vezes menos manter clientes já existentes.

Mas a grande questão é: como fazer isso?

E assim chegamos em nossa última lição: a importância da gamificação em todas as instâncias do marketing.  

Antes, é importante entendermos o conceito de Gamificação (do inglês gamification), que uma estratégia parecida, porém, não igual ao Game Marketing.

Gamificação é utilizar a mecânica dos jogos em diversas áreas de atuação, como na educação, em treinamento e, claro, na divulgação de marcas, serviços e produtos.

A ideia, então, é manter o usuário focado e engajado em um determinado assunto. Como? Oferecendo recompensas que ajudem obter um comportamento positivo e proporcionando a sensação de conquista.

Não importa de qual tipo de pessoas estamos falando, todo mundo gosta de se sentir prestigiado, de ganhar uma estrelinha e saber que passou para o próximo nível. E, claro, quanto mais frequente isso é, mais o usuário terá vontade de continuar crescendo e conquistando os próximos passos.

Assim, aquele jogo que antes era diversão, se torna um hábito na vida do usuário e ele não passa um dia sequer sem pelo menos acessar o aplicativo (porque com isso, claro, ele ganha recompensas também).

Da mesma forma, você pode reter os clientes da sua marca oferecendo recompensas e exclusividades ao passo que ele continua consumindo seu produto ou serviço. 

Considerações finais

Podemos concluir, então, que muito mais do que diversão, os games nos deixam grandes lições de como lidar com um mercado volátil e com um público cada vez mais conectado, exigente e que busca por inovações.

Ao aplicar esses ensinamentos no seu planejamento de estratégias mobile, sem dúvidas, você verá os resultados tomando proporções maiores do que imagina e suas metas e objetivos sendo alcançados. 

Se você gostou desse artigo, se inscreva em nossa Newsletter para receber atualizações de nossos conteúdos. 

Até a próxima! 

VEJA TODOS OS INSIGHTS

Onipresença de marca em 3 passos simples

BLOG Onipresença de marca em 3 passos simplesDuda RedatoraDescubra a importância de sua marca ser vista em todo lugar e como aplicar isso de maneira prática.   De acordo com um levantamento do IBGE, no Brasil, 82,7% dos domicílios possuem acesso à internet. Ao...

O engajamento caiu no seu site ou blog? Descubra o que fazer

BLOG O engajamento caiu no seu site ou blog? Descubra o que fazerDuda RedatoraSabemos o quão frustrante é dedicar tempo e dinheiro em uma página para, no final, ter poucas visitas e interações. Saiba o que fazer nesse caso.   Arrumar a casa toda, limpar cada...

Marketing de Personalização. Aprenda com exemplos

Marketing de Personalização. Aprenda com exemplos

Dik Cabral Head de Conteúdo EstratégicoPara proporcionar uma experiência marcante para o seu lead ou cliente, o MarketingPersonalizado pode gerar ótimos resultados. A personalização é uma das características mais importantes da existência humana. Afinal, é por isso...

COMO PODEMOS TE AJUDAR?

DESCUBRA O PROPÓSITO DA SUA MARCA

Desenvolver ideias que impulsionam pessoas e negócios.
Este é o nosso propósito.

Telefone
(19) 3242-2721 

Email
alex@artco.com.br

Endereço
Centro Empresarial Barbosa da Cunha
Rua Barbosa da Cunha, 634
Jardim Guanabara.
Campinas/SP - 13073-320